Estilo de Vida

Especial Outubro Rosa: conheça a história e os principais hábitos de prevenção!3 min leitura


O Outubro Rosa chegou e, com ele, uma movimentação muito importante: a prevenção do câncer de mama e do colo do útero. A saúde é um dos nossos bens mais preciosos e isso torna essa causa ainda mais bonita. Porém, nem todos sabem a origem do Outubro Rosa!

Você sabe? Tem uma ideia? Vem com a gente para entender mais detalhes sobre esse movimento e ainda pegar algumas dicas de prevenção. Ajude a conscientizar e espalhar mais informação!

Qual é a história do Outubro Rosa?

Tudo começou lá em 1990, nos Estados Unidos. Foi na 1ª Corrida pela Cura, um evento organizado pela Fundação Susan G. Komen, que cada participante ganhou um lacinho rosa, que veio a se tornar o símbolo internacional desse movimento.

A Corrida pela Cura tinha o intuito de conscientizar e incentivar mulheres a procurarem ajuda médica para realizar a mamografia e manter a saúde ginecológica sempre em dia.

Bom, o que aconteceu foi que essa iniciativa sensibilizou o mundo inteiro e permanece ativa até hoje. Além disso, é fonte de inspiração para a criação de campanhas de conscientização e prevenção!

Logo, não é à toa que diversos lugares “entram no clima” de espalhar a mensagem e colocam os laços rosas nas roupas dos colaboradores ou em decorações. Ademais, muitas campanhas publicitárias também são realizadas neste mês com o objetivo de espalhar mais e mais a mensagem da prevenção.

E como é feita a prevenção?

Talvez você ainda não saiba, então vamos explicar desde o começo: o câncer de mama é causado pelo crescimento anormal das células da mama. Ou seja, elas se desenvolvem sem parar até se tornarem um tumor maligno.

Tem como perceber esse problema antes que ele seja diagnosticado como maligno? Sim! É aqui que entra a importância das mulheres realizarem o autoexame (toque nos seios). Pois, ao realizar o toque, é possível perceber quando há um caroço (nódulo) no centro do seio ou nas axilas.

Outra pergunta comum é se esses caroços doem. E a resposta é: depende! Em alguns casos, o nódulo pode sim causar dores localizadas, porém, em algumas mulheres ele é silencioso.

Por isso, mesmo com o hábito do autoexame, ainda é extremamente necessário ir ao médico com certa frequência, pois somente um profissional pode solicitar a mamografia e os demais exames preventivos.

Existe algum outro cuidado além do toque e do exame?

Sim! A ligação é indireta, porém algumas práticas saudáveis podem ajudar a evitar tanto os problemas na mama quanto demais doenças no corpo. Pode até parecer clichê esse conselho, mas a prática de exercícios físicos continua sendo incentivada como um hábito saudável e preventivo.

Aliado a isso, está a alimentação. Priorizar alimentos que melhoram o desempenho do seu organismo pode ajudar na disposição corporal e até mesmo na preservação da saúde mental.

Conclusão

Agora você sabe ainda mais sobre a importância do Outubro Rosa e as melhores formas de prevenção. Se você é mulher, adote esses hábitos! <3 Se não for, incentive as mulheres a sua volta a adotarem as boas práticas para a prevenção desse problema tão grave.

Se quiser complementar o nosso texto e deixar a sua opinião, comente logo abaixo. Nós, da Schumann, vamos adorar ter a sua participação nesse conteúdo!

Estilo de Vida
4 receitas de inverno que vão te aquecer nesta temporada!3 min leitura
Estilo de Vida
Móveis feitos com madeira de reflorestamento3 min leitura
Estilo de Vida
Rotinas de casal que fortalecem o relacionamento3 min leitura