Colchão

Como escolher o colchão certo para uma boa noite de sono?5 min leitura


Para escolher o colchão certo você deve avaliar alguns fatores: o tipo de mola, a densidade da espuma e o tamanho do colchão. 


Tipos de Mola

Superlastic 

Molas superlastic

A mola superlastic possui um sistema de fio contínuo com alta performance. O grande número de molas por m² garante a firmeza do molejo. Nesse tipo de mola a espessura do arame chega a 2mm e duplo arco de borda. É comum que esta mola seja complementada com espuma com densidade 33 e suporta até 130 Kg.

 LFK

Molas lfk

O desenho exclusivo da mola LFK proporciona efeito independente, semelhante ao de molas pocket, porém com menor concentração de molas por m². Garante excelente distribuição de pressão do peso, além de firmeza no molejo. São 208 molas por m², fabricada com arame de aço de 2,0mm.

Molas Ensacadas ou Pocket

Molas ensacadas ou pocket

As molas ensacadas ou pocket possuem alta estabilidade ao molejo, são pré-comprimidas e ensacadas individualmente. Elas podem ser definidas em dois modelos: quadro com 208 molas/m² com fio de espessura 2.0mm, este modelo costuma ter um suporte de peso de 120 kg. O quadro com 240 molas/m² tem uma espessura de fio de 2.2 mm com borda de arame e, tem um suporte de até 150 kg. Em ambos os casos elas são encapsuladas com espuma D33. A individualidade do molejo garante que quando um dos lados do colchão recebe pressão, o outro lado permanece estável, não interferindo no sono da outra pessoa.

Verticoil

Molas verticoil

 As molas verticoil tem modelo helicoidal constituídas por arame de aço carbono e são amarradas no sentido cabeça x pé. Ele suporta até 100 kg.

Mola bonnel

Molas bonnel

As molas tem formato bicônico ligadas por um sistema em forma de espiral, o que proporciona equilíbrio entre firmeza e conforto no colchão. Seu formato garante adaptação ao movimento do corpo garantindo uma boa noite de sono. Suporta até 130 kg.

Tipos de espuma

As camadas extras de conforto podem incluir dois tipos de espuma mais comuns:

Espuma látex

A espuma látex é caracterizada por ser uma espuma indeformável, com matéria prima 100% natural. Os canais internos para a circulação de ar garantem que a temperatura fique sempre agradável e, evite a proliferação de ácaros e fungos.

Espuma Visco natural

A espuma visto natural adapta-se ao contorno e temperatura do corpo, garantindo muito mais conforto, devido à sempre voltar a sua forma original. Extraída de fontes renováveis, diminui o impacto ambiental.

Densidade da espuma

Os colchões tradicionais de espuma são os mais vendidos no Brasil. Existem vários modelos, com densidades diferentes. Para te ajudar a escolher o melhor colchão de espuma, é importante que se atente a algumas informações sobre densidade em relação ao seu peso e altura.

D18 e D20

  • ideal para recém nascidos de até 15 KG.

D23

  • pessoas de até 50 quilos e até 1,70 altura
  • pessoas de 51 a 60 quilos entre 1,71 e 1,80 de altura

D26

  • pessoas de 51 a 60 quilos de até 1,70 de altura
  • pessoas de 61 a 70 quilos entre 1,51 a 1,90 de altura

D28

  • pessoas de 51 a 60 quilos de até 1,50 de altura
  • pessoas de 71 a 80 quilos entre 1,61 e 1,90 de altura
  • pessoas de 81 a 90 quilos acima de 1,90 de altura

D33

  • pessoas de 71 a 80 quilos entre 1,51 a 1,60 de altura
  • pessoas de 81 a 90 quilos entre 1,61 a 1,80 de altura
  • pessoas de 91 a 100 quilos a partir de 1,81 e acima de 1,90 de altura
  • pessoas de 101 a 120 quilos acima de 1,90 de altura

D40

  • pessoas de 91 a 100 quilos entre 1,61 e 1,80 de altura
  • pessoas de 101 a 120 quilos entre 1,71 e 1,90 de altura
  • pessoas de 121 a 150 quilos acima de 1,90 de altura

D45

  • pessoas de 101 a 120 quilos entre 1,61 e 1,70 de altura
  • pessoas de 121 a 150 quilos entre 1,90 de altura
como escolher o colchão certo

Além dos tipos de molas e espumas, você ainda pode optar pelo tipo de conforto. Veja os mais comuns:

Tipos de Conforto

  • Extra macio
  • Macio
  • Firme
  • Extra firme

Os especialistas alertam que o tipo mais indicado é o intermediário (firme). Um colchão muito macio pode ocasionar um desalinho da coluna vertebral, além de não dar a sustentação necessária para quadris, ombros e coxas que são as partes mais pesadas do corpo.

Já um colchão muito duro pode causar tensões na musculatura e dor pela manhã, além disso, pode entortar a coluna e machucar o corpo.

A nossa dica é optar pelos colchões firmes, que têm equilíbrio entre as duas extremidades.

A maioria dos colchões disponíveis no mercado hoje possuem tecido de revestimento com tratamentos: antifungos, antiácaros, anti bactericidas, anti mofo além dos respiros laterais e ultrassom 3D, utilizados para deixar seu colchão sempre limpo, além de permitir a circulação de ar no interior do mesmo.

Para garantir um maior tempo de vida do colchão, existe ainda a opção Noturn ou one face, utilizando apenas um lado do colchão e sem a necessidade de virá-lo periodicamente, apenas girá-lo.

Ainda sobre camadas de conforto, os colchões de mola contam com o Pillow Top, uma camada de espuma que pode ser tradicional ou viscoelástica e garante extra conforto e maciez.

Já o sistema Polyframe foi pensado para deixar sua cama maior e aumentar a área útil do sono. Está localizado nas bordas do colchão e é feito em espuma.

Ficou com alguma dúvida? É só chamar a gente!

Quarto
Fuja desses 5 erros na hora de decorar o quarto1 min leitura
Guarda-Roupa
Guarda-roupa: como escolher o modelo ideal?2 min leitura
Quarto
Como escolher a cabeceira certa para a sua cama4 min leitura
Newsletter

Cadastre seu e-mail para receber as novidades do nosso blog!