Quarto

Como escolher uma cama? Veja algumas dicas5 min leitura


Saber como escolher a sua cama é ideal para que você consiga principalmente ter melhor conforto, mas também para compor, da melhor forma, a decoração do quarto — que provavelmente é o ambiente mais íntimo da nossa casa.

As camas são parte fundamental da nossa vida. Isso se deve ao fato de passarmos, em geral, um terço do nosso tempo sobre elas, dormindo.

Assim, antes de adquirir esse importante objeto de desejo, é essencial considerar não só o estilo e tamanho da cama — box, tradicional, queen, king, beliche, com ou sem cabeceira, entre outros — , mas também o tipo de colchão adequado ao seu biotipo.

Continue lendo este post para conferir algumas dicas importantes que vão influenciar na melhor escolha da sua cama!

1 – Analise o espaço do seu quarto

Lembre-se sempre que é imprescindível que, independentemente de onde seja posicionada a sua cama, ela precisará ter um “respiro” de 60 cm, no mínimo, de espaço de circulação no ambiente onde esteja.

Dessa forma, é importante escolher a sua cama de acordo com a sua altura e peso — e do(a) seu(sua) parceiro(a), caso esteja pensando em adquirir uma cama de casal — , mas considerando também o espaço que você terá para colocá-la. Pois, em geral, os demais objetos do quarto serão posicionados a partir do local onde ficará a cama.

Nesse sentido, camas box acabam sendo a melhor pedida para ambientes menores, visto que têm estruturas mais compactas e que facilitam o deslocamento da cama para limpeza, por exemplo.

Camas tradicionais, que apresentam, com frequência, cabeceiras (ótimas para melhorar o isolamento térmico da cama com a parede) e quinas, não são muito indicadas para espaços pequenos. Pois, estes elementos são potenciais causadores de acidentes domésticos.

O tamanho da cama também deve ser considerado, diante do espaço disponível para ela. Para quem não dispõe de uma área muito grande no quarto, mas quer mais espaço na cama do que tem uma cama de solteiro (com em média 0,90 x 1,90 m), uma boa opção é a cama de viúva que conta com 1,10 x 1,90 m em média.

2 – Avalie as características do colchão

Antes de comprar uma cama, é interessante que você a experimente. Afinal, não é só um item de decoração, mas ela será sua “companheira” durante o sono. E escolher o modelo de colchão, que melhor se adeque ao seu corpo, pode prevenir que problemas ligados a noites mal-dormidas ocorram.

Assim, antes de efetuar a compra, é essencial que você analise a densidade, dureza, maciez, altura, presença de molas, espuma, entre outros elementos do colchão. Vale ressaltar que esses pontos devem ser analisados a partir da altura e peso do usuário.

Com relação a casais, é importante adquirir o colchão com uma densidade que supra principalmente o porte da pessoa com maior peso do casal, para evitar problemas de conforto.

Explicamos com mais detalhes as diferenças entre colchões com molas e de espuma aqui. Vale a pena clicar e conferir!

Vale pontuar ainda algumas dicas específicas quanto à conservação dos tipos de colchões, o que pode ajudar você a decidir o seu melhor tipo de cama. Confira na lista a seguir:

  • Girar camas com colchões de molas, em 180º uma vez por mês, ajuda a evitar desgaste;
  • Trocar os lençóis, uma vez por semana pelo menos, evita proliferação de ácaros, fungos, bactérias, que podem comprometer a estrutura dos colchões, especialmente os de espuma;
  • Evite colocar cobertores, plásticos, papelões entre o estrado de camas tradicionais e o colchão. Pois, estes materiais podem impedir a ventilação do colchão, proliferando fungos e ácaros também;
  • Protetores de colchão podem evitar manchas, criadas pela absorção de suor, por exemplo, evitando a danificação do revestimento do colchão.

3 – Cama tradicional ou box: como saber qual a melhor opção?

Os modelos de camas tradicionais, que vêm geralmente com colchão de espuma, são mais firmes (o que é indicado para pessoas com problemas nas costas) e tem um valor mais acessível, em geral.

Entretanto, os modelos com molas — mais usadas em camas box — podem durar até 10 anos, além de não deformarem com o peso do corpo, apesar de ser mais caro.

Nessa perspectiva, as camas box, além de serem mais modernas e estarem mais na moda, tendem a ser mais confortáveis e são ideais para casais com pesos diferentes – principalmente o modelo pocket com molas ensacadas.

Por outro lado, quando apresentam problemas, modelos como as camas box conjugadas requerem a troca de toda a estrutura (colchão + base), diferentemente das camas tradicionais e dos modelos de cama box com estruturas vendidas separadas. Este último modelo costuma ter um valor maior em comparação com o modelo conjugado.

Para saber mais detalhes sobre camas box, acesse este outro post do nosso blog!

Esperamos que você tenha curtido este conteúdo e que as dicas dadas aqui lhe sirvam para escolher a melhor opção de cama, que atenda às suas necessidades. Caso, mesmo após ler este post, você tenha ficado com dúvidas sobre o assunto, coloque nos comentários. E não deixe de conferir outros posts sobre esse e outros temas em nosso blog!

Aproveite também as nossas ofertas de camas e outros móveis para quarto em nosso site.

Penteadeira
Penteadeira: móvel decorativo e com várias utilidades1 min leitura
Colchão
Como escolher o colchão certo para uma boa noite de sono?6 min leitura
Guarda-Roupa
Guarda-roupa: como escolher o modelo ideal?2 min leitura